Vigie-se para não extrapolar na festa de confraternização da empresa

drinking-glass-1326006-638x477

Fim de ano chegando e as empresas começam a se programar para as suas tradicionais festas de confraternização, esse momento tão esperado de descontração entre os colaboradores, para encerrar o ano em clima de muita harmonia e alegria. Por isso, divirta-se muito, afinal, é hora de comemorar os resultados alcançados durante o ano, e principalmente de estreitar os laços de amizade e parceria com os colegas de trabalho.

No entanto, é sempre bom ter em mente, algumas “regras” de bom comportamento nas festas corporativas, para não ter problemas futuramente. O modo de se vestir e os excessos com bebidas alcoólicas, por exemplo, merecem atenção para evitar eventuais vexames e causar má impressão.

Siga essas dicas e você não vai se arrepender:

– Fique atento ao visual e adeque o “dress code” de acordo com o horário e o local da festa. Se a festa for no próprio ambiente da empresa e durante o dia, aposte em looks mais alegres e informais. Para as mulheres, decotes discretos e roupas que não fiquem tão justas, transparentes e curtas demais. Para os homens, jeans e camiseta ou camisa polo são ideais para o momento.

– Não exagere na comida e na bebida. Saiba quando é hora de parar, evitando o o risco de se tornar incoveniente.

file9281237821721

– Aproveite esse clima de informalidade para falar de outros assuntos que não seja trabalho. Troque ideias sobre hobbies, viagens, livros, filmes, música, enfim, temas mais descontraídos. Você pode até descobrir grandes afinidades entre seus colegas.

– Não é apropriado também falar de doenças e nem de contar histórias tristes. É hora de celebrar.

– Saiba que esses encontros são excelentes oportunidades para melhorar o seu network .

– Observe o que vai postar nas mídias sociais. Imagens, comentários ou vídeos podem te constranger posteriormente.

Na dúvida, adote atitude de bom senso. Lembre-se sempre de que o “menos é mais”. E brinde esse momento, preparando-se para o próximo ano com muita energia e entusiasmo.

Saúde!

splash-champagne-1422246-1919x2886

Caminhar ou correr, qual a sua escolha?

runners-1313881-1279x1130

 

Os órgãos de saúde são unânimes: vida sedentária, fuja disso! No entanto, há quem não quer saber de ir regularmente à academia e cumprir aquelas séries de exercícios programados pelos instrutores. Para essas pessoas, a saída é buscar outras modalidades de atividade física. Os parques estão aí para oferecer opções ao ar livre de cuidados com o corpo. Caminhar ou correr?  Qual você prefere?

 

Antes de iniciar qualquer atividade física, é muito importante consultar um médico para avaliar o seu condicionamento físico. Estando apto, comece devagar, com caminhadas, que é mais moderada. Se o interesse é  correr, aos poucos você pode ir progredindo para a prática da corrida.

 

Trinta minutos por dia, 5 vezes por semana, de atividade física moderada (caminhada), ou 15 minutos por dia, 5 vezes por semana, de  exercícios com intensidade vigorosa (corrida), é a recomendação dos órgãos de saúde internacionais para  fortalecer os músculos, melhorar o sistema circulatório e prevenir doenças como hipertensão e diabetes.

 

Ao se preparar para a corrida ou caminhada, siga essas dicas:

 

– Escolha roupas leves, confortáveis e tênis adequados com amortecedor de impacto. Eles são fundamentais para evitar eventuais problemas nas articulações.

 

– Antes de sair para caminhar ou correr, coma uma fruta ou algo leve para “forrar” o estômago. Não vá em jejum. Você pode ter tonturas e mal-estar.

 

– Personal Trainers habilitados podem traçar um programa sob medida para atender às suas condições físicas, corrigindo posturas e ajudando a evoluir nos seus objetivos (tempo percorrido, distância, velocidade etc.).

 

– Alongue-se, antes e depois da caminhada ou corrida. Os exercícios de alongamento protegem a musculatura de possíveis lesões.

 

Diabetes: fique atento!

Diabetes

Você sabe o que é Diabetes? Quais os sintomas e os fatores de risco? E os tratamentos? Nesse momento em que as campanhas para o esclarecimento da doença estão a todo vapor, é importante ficar atento e observar como estão os seus índices glicêmicos. A diabetes é uma doença que apresenta altos índices de açúcar (glicose) no sangue, resultado da produção insuficiente de insulina, hormônio produzido pelo pâncreas e que controla a quantidade de glicose no sangue. Se o organismo não fabrica a insulina para utilizar a glicose adequadamente, o nível desse açúcar torna-se elevado (hiperglicemia), acumulando-se no sangue e na urina, destruindo células e provocando a diabetes.

 

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, o Brasil tem mais de 13 milhões de pessoas convivendo com a doença. Se o diagnóstico demora para ser constatado, podem ocorrer muitas complicações. Um simples exame de sangue é capaz de revelar como estão as taxas de glicose em seu organismo. Se o resultado estiver acima de 126 mg em jejum, já há suspeita de diabetes e a necessidade de tratamento o mais rápido possível.
Há, no entanto, alguns fatores de risco que devem ser observados no histórico da pessoa. Entre eles, a influência genética. Se um familiar próximo tem a doença, as chances desse indivíduo contrair a diabetes aumentam. Outros fatores também merecem atenção no reconhecimento da doença, a fim de que se dê inicio ao tratamento, o quanto antes. Verifique no seu dia-a-dia esses sintomas:

 
– Urina muito;
– tem sede intensa;
– cansa-se facilmente;
– tem dores nas pernas ou formigamento;
– apresenta visão turva;
– tem o rosto rosado demais;
– tem suores frios;
– palidez;
– dormência nos lábios e língua;
– tremores e desorientação mental;
– tonturas e perda de coordenação;
– pressão alta;
– alto colesterol;
– está acima do peso (principalmente se a gordura concentra-se na região da cintura);
– má cicatrização;
– tem a Síndrome dos Ovários Policísticos.

 
O tratamento da diabetes envolve a adoção de hábitos saudáveis quanto à alimentação; prática regular de atividade física; monitoramento glicêmico e, em alguns casos, medicamentos via oral ou aplicação de insulina. Por isso a importância de um acompanhamento médico rigoroso para que o problema não se agrave demais, podendo  causar cegueira, doenças cardiovasculares, falência renal e amputação de membros inferiores.

 
É possível realizar testes rápidos de glicemia para verificar a dosagem de glicose no sangue. O teste de glicose (picadinha no dedo para a retirada de uma gota de sangue) deve ser feito em jejum de 8 horas e os valores de referência são esses: normal (inferior a 110 mg/dl); pré-diabetes (entre 110 a 125 mg/dl); e diabetes (superior a 126 mg/dl).

 
Se os índíces forem elevados, o médico certamente pedirá um hemograma mais completo para confirmar o diagnóstico e iniciar imediatamente o tratamento.

Idosos internautas aumentam em 940%, aponta pesquisa

teclado-1570428-639x852
Não está mais tão distante da realidade encontrar pessoas com mais de 60 anos conectadas à Internet, seja por meio de computadores, smartphones, tablets e TVs. A combinação entre idoso e tecnologia é fato, comprovado por uma pesquisa realizada recentemente pelo Instituto Locomotiva. De acordo com o estudo, nos últimos oito anos o Brasil ganhou mais de 4 milhões de internautas da terceira idade. Em 2008, eram 364 mil. Hoje, já somam 5,2 milhões.

A pesquisa “60+ na internet”, aponta o interesse dessa população pelo mundo virtual: metade dos homens e das mulheres acessam à rede, sendo que 51% têm entre 60 e 64 anos, 27% de 65 a 69 anos e 22% têm mais de 70 anos.

dialing

A região Sudeste concentra o maior percentual de idosos conectados: 60%. Em seguida está o Sul (18%), Nordeste (13%), Centro-Oeste (6%) e o Norte (3%). A maioria absoluta dos internautas com mais de 60 anos são das classes A/B (76%), seguida pela classe C (23%) e classe D/E (1%). Esse público possui ensino superior (39%) ou médio (33%) e 28% cursaram até o ensino fundamental.

A pesquisa mostra que para 92% dos idosos internautas o microcomputador é o principal aparelho de acesso à rede. Já 44% preferem o smartphone, enquanto 17% utilizam o tablet e 4% a TV.

A inclusão digital estimula a mente a se manter ativa e abre-se um novo universo repleto de informações e de novos conhecimentos. Além disso facilita que o idoso se relacione com parentes e amigos com mais rapidez e autonomia, usando aplicativos como o WhatsApp e Facebook. E isso é altamente motivador para se envelhecer bem.

Por isso, deixe de lado a resistência pela tecnologia e não tenha medo de aprender algo novo. Peça ajuda aos mais jovens, se for preciso, e comece a desvendar esse enorme mundo virtual, cheio de novidades.

Novembro Azul: Campanhas de saúde alertam para o diagnóstico precoce do Câncer de Próstata

novembro-azul-com-bigode
Novembro azul, é o mês das campanhas de saúde voltadas para o público masculino, visando a conscientização sobre as doenças que acometem o homem, desde a fase infantil até a adulta e terceira idade, principalmente quanto à prevenção e diagnóstico precoce do Câncer de Próstata. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, essa doença registra- só no Brasil- mais de 13 mil mortes anuais (307 mil mortes no mundo,todos os anos, de acordo com a ONG britânica Cancer Care). Muito triste. Sabe-se, no entanto, que esse quadro pode mudar, com cuidados preventivos, já que o sucesso do tratamento depende do estágio em que a doença é diagnosticada. Se detectada logo no início, as chances de cura são de 90%.

 
A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, do tamanho de uma noz, localizada abaixo da bexiga e na frente do reto e uretra. Pequenas alterações nas células dessa glândula podem configurar o câncer, em menor ou maior grau. Daí a necessidade de exames periódicos, tendo em vista que inicialmente a doença costuma ser assintomática. Em estágios mais avançados, ela pode causar dificuldade e dor para urinar, além de apresentar sangue na urina e desconforto na região abdominal e nas costas.

 
Exame físico de toque retal e de sangue (teste do PSA) são os mais comuns para se detectar a doença. A confirmação se dá após a biópsia, removendo-se uma amostra da próstata para análise.

 
O tratamento é feito por meio de cirurgia, radioterapia, terapia hormonal, quimioterapia ou combinando-se um ou outro desses procedimentos.

 
A orientação é que os homens procurem seus médicos a partir dos 50 anos, ou antes, caso haja algum parente de primeiro grau que tenha contraido a doença. Não adie a visita ao médico urologista e faça os exames recomendados. Deixe de lado o medo e o preconceito e cuide-se.

Dor na coluna? Cuidado com a sua postura ao teclar celular e computador

two-hands-many-phones-1239988-1280x960

Por que será que muitas pessoas – inclusive as mais jovens- têm se queixado frequentemente de dores na coluna, na nuca, nos ombros… Já reparou que a maior parte do tempo essas mesmas pessoas ficam de cabeça abaixada teclando o celular ou o tablet, sem o menor cuidado com a sua postura? Esse movimento repetitivo, somado ainda ao sedentarismo, fumo, estresse e aos quilinhos a mais na balança, não tenha dúvida que os disturbios na coluna vertebral serão sensivelmente agravados. Já que a era da tecnologia veio pra ficar – o que é muito bom – é hora de tomar algumas atitudes em favor da sua saúde e reverter essa situação, antes que seja tarde demais.

No dia a dia, vigie a sua postura, observando e corrigindo a posição do seu corpo para não sobrecarregar a coluna. Preste atenção nos seguintes contextos:

– Ao manusear o celular, não abaixe a cabeça. Procure elevar mais os braço, deixando a tela na direção dos olhos.

– Diante do computador, sente-se com as costas apoiadas no encosto da cadeira e os pés totalmente no chão, formando com os joelhos um ângulo de 90 graus.

– Não fique muito tempo sentado. A cada duas horas, recomenda-se levantar e caminhar por alguns minutos para relaxar.

– Inclinar a cabeça lateralmente para segurar o telefone é um hábito muito comum e totalmente prejudicial à coluna. Evite esse comportamento.

– O tablet deve ficar na mesa e não apoiado no colo.

– Se for usar o tablet na cama, deite-se de lado e apoie a cabeça, deixando o aparelho na frente dos olhos.

– O monitor do computador de mesa deve ser posicionado de forma que o seu olhar mire a tela totalmente de frente ou levemente abaixo do nivel dos olhos, numa distância de aproximadamente 70 cm da face do usuário.

– Mantenha o antebraço, punhos e mãos em linha reta em relação ao teclado, e o cotovelo junto ao corpo.

Se mesmo assim as dores na coluna persistirem, procure orientação médica ou fisioterapia para uma reeducação postural. Algumas sessões de exercícios apropriados vão auxiliar no fortalecimento da musculatura abdominal para a correta sustentação do corpo, mantendo-o ereto, atenuando assim  o desconforto.

Combata os inimigos da digestão

file0001777677984-(1)

O horário do almoço deveria ser sagrado: fazer as refeições com calma, à mesa, valendo-se desse tempo para repor as energias e seguir o dia com bem-estar. Mas nem sempre é assim que acontece, principalmente durante a semana, no horário de trabalho. O que se vê é a correria pra terminar logo e, o pior, quando a refeição é feita na própria mesa de trabalho, em frente ao computador. Pare e observe se você está cuidado com carinho de seu sistema digestivo. Siga as sugestões abaixo para ter uma boa digestão e preservar a sua saúde.

– Coma devagar e mastigue bem, apreciando o sabor e a textura dos alimentos. Cada refeição deve durar, no mínimo, 20 minutos.

– Enquanto faz as refeições, evite beber líquidos, principalmente os gaseificados, para não encher demais o estômago e causar aquela desconfortável sensação de peso.

– Ao se alimentar, fique atento à sua posição. Sente-se com a coluna ereta. Se o  corpo está curvado, pressionamos os órgaõs do sistema digestivo, localizados na caixa torácica, o que pode trazer mal-estar.

– Não exagere na quantidade de comida que coloca no prato. Ao sentir-se satisfeito, pare. Comportamentos compulsivos podem levar à obesidade e a outros problemas mais sérios.

6578e42ebd09d58e92ba3e844b3c1b88-(1)

– O nervosimo, a ansiedade, o estresse são inimigos da boa digestão. Numa situação dessas, o indivíduo ou perde o apetite ou “se joga”  na comida ou bebida, prejudicando sensivelmente o processo digestivo. Na hora da refeição, deixe os problemas de lado e permita-se vivenciar um momento de harmonia.

– Se sobrar um tempinho após o almoço, faça uma caminhada leve. Isso vai ajudar na digestão e trazer entusiasmo na volta ao trabalho.

– Combata definitivamente o sedentarismo. Pratique alguma atividade física apropriada à sua condição. Desta forma você favorece a circulação sanguínea, ativando a digestão.

O Direito das Crianças

veerle-2-1434855-639x409

O Direito das Crianças 
(Ruth Rocha, escritora de livros infantis e defensora dos direitos da criança)

 
Toda criança no mundo
Deve ser bem protegida
Contra os rigores do tempo
Contra os rigores da vida.

Criança tem que ter nome
Criança tem que ter lar
Ter saúde e não ter fome
Ter segurança e estudar.

Não é questão de querer
Nem questão de concordar
Os diretos das crianças
Todos tem de respeitar.

Tem direito à atenção
Direito de não ter medos
Direito a livros e a pão
Direito de ter brinquedos.

Mas criança também tem
O direito de sorrir.
Correr na beira do mar,
Ter lápis de colorir…

Floresta
Ver uma estrela cadente,
Filme que tenha robô,
Ganhar um lindo presente,
Ouvir histórias do avô.

Descer do escorregador,
Fazer bolha de sabão,
Sorvete, se faz calor,
Brincar de adivinhação.

Morango com chantilly,
Ver mágico de cartola,
O canto do bem-te-vi,
Bola, bola,bola, bola!

Lamber fundo da panela
Ser tratada com afeição
Ser alegre e tagarela
Poder também dizer não!

Carrinho, jogos, bonecas,
Montar um jogo de armar,
Amarelinha, petecas,
E uma corda de pular.

silhouette-kids-holding-hands

Previna-se das alergias respiratórias na primavera

who-needs-pollen-1510332-1280x960

A primavera é, para muitos, a estação mais linda do ano. Suas nuances de cores alegram ambientes e inspiram momentos mais felizes. Porém, nem tudo são flores nessa época. Quem sofre com alergias respiratórias, esse é um período em que as crises costumam se desencadear com mais frequência. E tudo por causa do pólen, aquele pozinho que se desprende das flores e se espalha pelo ar, causando coriza, rinite alérgica, coceira no nariz e sintomas de resfriado. E se a atmosfera for poluida, pior ainda para a saúde. Mas tem jeito de contornar essa situação, seguindo algumas recomendações. Acompanhe essas dicas:

 
– Lave as roupas e lençois com sabão neutro, para que o perfume não piore os episódios de alergia.

 
– Retire tapetes para não acumular pó e mantenha os ambientes arejados. Deixe o sol entrar, combatendo a umidade e eliminando ácaros.

K1OJvPSs
– Passe pano  úmido nos móveis e no chão da casa. Evite o uso de ceras e outros produtos químicos de limpeza, por que possuem cheiro forte.

 
– As cortinas também acumulam poeira. Opte pelas persianas, porém, se preferir os modelos de tecido, contrate uma empresa de impermeabilização para tratá-las.

 
– Embale os brinquedos de pelúcia das crianças em sacos plásticos e guarde-os.

 
– Mantenha as mãos sempre limpas, evitando o contato com os olhos para não causar conjuntivite. Use também óculos escuros para protegê-los.

 
– Beba muita água e aplique soro fisiológico para limpar as narinas.

 
– Se você gosta de ter flores dentro de casa, invista nas variedades cujos grãos de pólen são maiores e não voam: orquídeas, cravos e copos de leite são algumas opções para decorar os ambientes, sem prejudicar a saúde dos alérgicos.

orchids-1397297-1280x960

 

Siga essas orientações e viva a alegria da primavera com saúde, bem-estar e qualidade de vida!

Outubro: o mês cor de rosa

breast

 

Outubro Rosa. Mês em que as campanhas para a conscientização sobre o Câncer de Mama preenchem os noticiários. O assunto é muito sério e merece atenção, principalmente porque se a doença for diagnosticada precocemente, a sua cura é praticamente certa.

O mundo inteiro  se volta para o tema neste “Outubro Rosa”,  simbolizado por um laço cor de rosa. É comum também as iluminações de monumentos públicos brilharem com luzes cor de rosa, tudo para alertar a população sobre a necessidade de se fazer exames periódicos e manter algumas práticas muito simples  e que ajudam a salvar vidas.

Observe a sua agenda e veja se tem feito a sua parte:

– Consulte o ginecologista uma vez por ano a fim de detectar a doença ainda na fase inicial;

–  mulheres a partir de 40 anos devem fazer a mamografia anualmente. Este exame é capaz de identifcar nódulos e tumores imperceptíveis;

–  acostume-se a fazer o autoexame durante o banho ou em frente ao espelho, observando se há algum caroço ou nódulo nas mamas e na região das axilas.

Para facilitar o autoexame das mamas, acompanhe aqui as ilustrações do IBCC (Instituto Brasileiro de Controle do Câncer), lembrando que 80% dos nódulos mamários são benignos e apenas uma pequena porcentagem de secreções está relacionada ao câncer.  Toque-se,  e se encontrar algum nódulo, por menor que seja, procure um médico.    É a sua saúde que está em pauta. Pense nisso e cuide-se!

No Chuveiro ou Deitada:

auto-exame-cancer-de-mama-ibcc-diante-do-espelho-chuveiro-ou-deitada

Coloque a mão direita atrás da cabeça. Deslize os dedos indicador, médio e anelar da mão esquerda suavemente em movimentos circulares por toda mama direita. Repita o movimento utilizando a mão direta para examinar a mama esquerda.

Diante do Espelho:

auto-exame-cancer-de-mama-ibcc-diante-do-espelhoInspecione suas mamas com os braços abaixados ao longo do corpo

auto-exame-cancer-de-mama-ibcc-diante-do-espelho-2Levante os braços, colocando as mãos na cabeça. Observe se ocorre alguma mudança no contorno das mamas ou no bico.

Repita a observação, colocando as mãos na cintura e apertando-a.Observe se há qualquer alteração.

auto-exame-cancer-de-mama-ibcc-diante-do-espelho3Finalmente, esprema o mamilo delicadamente e observe se sai qualquer secreção. A observação de alterações cutâneas ou no bico do seio, de nódulos ou espessamentos, e de secreções mamárias, não significa necessariamente a existência de câncer.

auto-exame-cancer-de-mama-ibcc-diante-do-espelho4

O que procurar?

• Caroços (nódulos).

• Abaulamentos ou retrações da pele e do complexo aréolo-mamilar (bico do seio).

• Secreções mamilares existentes.

Orientações

• O autoexame permite perceber alterações nas mamas. Frente a qualquer sinal de alarme, procure um mastologista (médico especialista em mamas).

• O autoexame deve ser realizado uma vez a cada mês, na semana seguinte ao término da menstruação. As mulheres que não menstruam devem determinar um dia específico para repetir o autoexame todo o mês.

• O autoexame não é um método diagnóstico e não substitui a visita ao mastologista. A mamografia é o único método de detecção precoce. Portanto peça sempre orientações a um médico especialista.

Importante:

• O autoexame das mamas não substitui a consulta de rotina que deve ser feita ao mastologista.

 

Previna-se!